Perguntas Frequentes

Veja abaixo algumas dos principais questionamentos de nossos consumidores a respeito dos produtos Itambé. Caso não encontre o que procura, entre em contato por um de nossos canais de atendimento.

  • Por que o cálcio contido nos laticínios é tão importante para o organismo?

    Cerca de 90% do cálcio do corpo humano está nas estruturas ósseas, com a função de mantê-las rígidas. Os outros 10% estão distribuídos pelo organismo, relaxando e contraído as fibras musculares. Quando há falta de cálcio, ele é retirado dos ossos, o que resulta em raquitismo e osteoporose. Por isso, o cálcio é tão importante. Vale lembrar que as gestantes, as mulheres que estão amamentando e as que estão na menopausa perdem cálcio e devem redobrar os cuidados com a alimentação.

  • Como é feito o iogurte da Itambé?

    O iogurte é o leite fermentado pela ação de culturas vivas. Para a fabricação, parte-se de uma mistura básica de leite fluido, leite em pó e açúcar. Esta mistura é pasteurizada a 90ºC por vinte segundos para eliminar o máximo possível de bactérias, de forma que na fermentação só cresçam as bactérias próprias do fermento.

  • Os laticínios podem ser congelados?

    Não, pois o congelamento pode provocar a separação de gordura, comprometendo a qualidade do produto. Por isso, o recomendável é que os laticínios sejam conservados em temperatura entre 1º C e 10º C, ou seja, em geladeira.

  • É preciso ferver o leite pasteurizado e o longa vida?

    Não é necessário ferver nenhum dos dois tipos, porque ambos já foram submetidos a um rigoroso tratamento térmico. Além disto, a fervura ocasionará a perda de vitaminas.

  • De onde vem o Queijo Petit Suisse (Itambezinho)?

    Pertencendo à família dos queijos fundidos, o queijo denominado "petit suisse" é uma variante do queijo "quark", originário da Europa e muito consumido, especialmente por crianças.

  • O que é intolerância a lactose?

    Intolerância à lactose é a expressão utilizada para a incapacidade parcial ou completa que algumas pessoas possuem de digerir o açúcar (lactose) existente no leite e em seus derivados por conta da não produção (ou produção insuficiente) da enzima digestiva lactase. Como consequência, a lactose chega ao intestino grosso inalterada, onde se acumula e é fermentada por bactérias. A enzima lactase, produzida pelo próprio organismo, é indispensável para o processo de digestão do leite. A maioria das pessoas têm uma perda progressiva da capacidade de absorção da lactose, perda que se inicia após os primeiros anos de vida.

  • O que é lactose?

    A lactose é o açúcar do leite. Em termos técnicos, a lactose é um dissacarídeo que, com a ação da enzima lactase, transforma-se em dois monossacarídeos, a glicose e a galactose, que são facilmente absorvidos pelo corpo. A falta da enzima lactase faz com que a lactose chegue até o intestino grosso sem ser absorvida pelo organismo, causando sintomas típicos de indigestão. A lactose é encontrada no leite, em seus derivados (iogurtes, petit suisse, requeijão, leite condensado, doce de leite etc) e também em alimentos que possuem leite ou derivados do leite em sua composição (bolos, pudins, mousses etc).

  • Quais são os sintomas da intolerância a lactose?

    Os sintomas mais comuns são a diarreia (ou às vezes constipação), distensão abdominal (causada pela retenção de água), gases, cólicas, náusea e sintomas de má digestão. A severidade dos sintomas dependerá da quantidade de lactose ingerida assim como da quantidade de lactose que seu organismo tolera (existem níveis de intolerância).

Ainda tem dúvidas? Entre em contato com a gente através do
0800 703 4050 ou envie-nos uma mensagem através do SAC.

Não achou o que procurava? Entre em contato conosco através do 0800 703 4050ou, nos envie um e-mail através do SAC.